1/10

Parto Domiciliar Planejado

O parto domiciliar planejado é uma necessidade de se ver protagonista de seu parto no momento mais empoderador da vida das mulheres.

A história do parto sempre foi ambientada na casa da mulher que paria.

Durante séculos, o parto foi um evento ritualístico, cercado de experiências femininas. O parto tinha intensa relação com a religiosidade e a natureza, construída sob as bases de confiança e afetividade. Acontecia nas aldeias, comunidades e lares das famílias, com a assistência de parteiras.

Com o capitalismo, houve um aumento do interesse médico pela reprodução humana, acarretando a incorporação da Obstetrícia à Medicina, no século XVIII. E foi necessário que os médicos passassem a atender partos normais para conquistar clientela, que até então, era fiel às parteiras.

Muitas coisas estão nas entrelinhas da hospitalização do parto, desde a necessidade de uma hegemonia médica, submissão da mulher, política, e questões financeiras. Um dos exemplos da dominação masculina neste contexto foi a mudança da posição adotada para parir, na qual se coloca a mulher deitada para facilitar a vida dos obstetras.

Observando que a hospitalização e tantas intervenções estavam na contramão do significado do parto para as mulheres, muitos foram os “nichos” da contracultura hospitalocêntrica em favor da mulher. Sobretudo na década de 60, com os movimentos feministas, que levantavam a necessidade de humanização no parto diante de tanta instrumentalização na assistência.

Frederick Leboyer e Michel Odent foram estudiosos que trouxeram a necessidade de criar vínculo amoroso no trabalho de parto e parto, e receber com amorosidade o recém-nascido.

Alguma coisa começou a mudar no Brasil na década de 80, quando a Organização Mundial de Saúde criticou severamente o número excessivo de cesarianas que eram realizadas. Esse número mudou, mas o país continua entre os mais cesaristas do mundo.

A possibilidade do parto ser realizado fora do ambiente hospitalar abre uma perspectiva para que o evento aconteça de forma natural, independente de rotinas e normas das instituições hospitalares.

O domicílio vem proporcionar o resgate ao intimismo no parto e nascimento, um olhar ao rito de passagem. Preparar o corpo físico, mental e ambiental, valorizando o vínculo das pessoas envolvidas. Cada detalhe é importante e confere caráter único e pessoal a este momento tão especial.

O parto domiciliar planejado é realizado por equipe qualificada, preparada e treinada para o atendimento de um parto fisiológico, com o empirismo do partejar aliado a estudos baseados em evidências científicas, de forma a manter a segurança no processo tanto para a mulher quanto para o recém-nascido.

 

Neste contexto, o pré-natal ganha uma dimensão mais ampliada que somente prevenção de riscos, ele prepara para o parto, não só no âmbito físico, mas mental, espiritual, contextual.

Quando você tem acesso à informação, já está aberto a conceber o domicílio como local de parto. Um estudo revela que os maiores motivos para as mulheres escolherem seus partos em suas casas é estarem empoderadas com informações de qualidade, não concordarem com o modelo de assistência hospitalar e quererem viver essa experiência sem interferências.

QUER SABER MAIS?

ENCONTRO ABERTO GRATUITO

Quer ter mais informações sobre parto domiciliar, gestação e maternidade?

Entre em contato conosco.

contato@equipehanami.com.br

Marielen Formentão: (48) 99190-9759

Juliana Ribeiro: (48) 99863-3381


 

Rua Manoel Severino de Oliveira, 515 - sala 101

Lagoa da Conceição - Florianópolis/SC - Brasil

Para fazer parte da Lista de Transmissão do Hanami pelo whatsapp, basta solicitar seu acesso pelo link http://bit.ly/listadetransmissãohanami  


Assim você estará por dentro de tudo o que acontece no Hanami, e de algumas informações de qualidade sobre gestação, parto e maternidade.

  • Facebook
  • Instagram
  • Google Places

© Copyright 2019 – Equipe Hanami - Parto domiciliar planejado - Site design by 

simbolo.png